sábado, 4 de julho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1389 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO


ROBERTA MAIA MARQUES

A jovem Roberta está apta para exercer sua profissão de advogada.
Foi aprovada no exame da OAB.
Parabéns a nova profissional e aos seus pais, nossos queridos amigos Isa e Rodrigo Marques. 
Sucesso Roberta! 



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA

 SAÚDE     
HOMEOPATIA  
A Prefeitura Municipal de Ubá, através da Secretaria Municipal de Educação e em parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV), realizou a 2ª etapa do Curso de Homeopatia com o tema " Divulgação das Plantas Medicinais, da Homeopatia e da Produção de Alimentos Orgânicos".
Objetivo: divulgar e partilhar o conhecimento sobre esta ciência.

Fonte:  Prefeitura de Ubá



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS

AROEIRAS

Rubens Neto, filho do Paulo Rubens e Gabriel, filho da Lígia                              ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
Histórias de Ubá - Abacate
15/6/2015
Rona Mazza
   Mais um causo. Relembro para os interessados que ao narrar estas histórias minha tentativa é apenas resgatar pequenas passagens daqueles saudosos tempos e entendo que agindo assim deixo alguns cacos da memória mais ou menos organizados (antes que o nosso amigo Alzheimer nos dê bom dia) pra quem está chegando depois da gente. Quem sabe nossos filhos e netos não se interessem?
     A memória traz de volta sensações do passado e eu, exigindo muito dela e com minhas retinas já cansadas, raspo o seu fundo para recordar as lembranças que resistiram ao tempo. Vamos então franquear nossa caixa de segredos. São muito bem-vindas as críticas e as sugestões.

     Abacate. O título não tem nada a ver com a Turma do Abacate e sim com o frondoso abacateiro, vizinho de dois outros menores, que ao lado de belas mangueiras, goiabeiras, coqueiros, limoeiros, um pessegueiro e até uma rama de bucha que Stella aplicava com vigor, na hora do banho, nas costas  suarentas dos “meus mininos”, como ele se referia, carinhosamente, ao Paulo e Fernando. Aquele pé de abacate reinava absoluto no quintal da dona Priscilla Frossard, ali na Raul Soares, onde hoje um majestoso prédio homenageia o saudoso maestro João Ernesto, seu pai e antigo proprietário da mansão.  Escritor, professor e músico, João Ernesto fundou a “22 de Maio” e foi o primeiro a empunhar a batuta desta que é a mais tradicional banda de Ubá.
      Final dos anos 1950. Começamos a freqüentar a casa do Fernando, Paulo e Sandra. Naquele ano a “Escola de Samba Águias Noturnas” ia arrasar na avenida com fantasias de qualidade – fraque e cartola completavam a caprichada fantasia, vejam só! – alinhavadas pelas mãos mágicas das esmeradas costureiras da família, com Vanja à frente dando ordens e Tia Natália e Tia Duta ajudando. Outros amigos preferiram encomendar seus fraques ao Oromar, também exímio costureiro. 
     A natural líder da família, dona Priscilla, aprovava a intensa movimentação da turma ocupando sua casa com aquele vozerio próprio dos jovens. Sempre com um sorriso nos lábios, encimados por cintilantes olhos azuis, ajudava Stella a preparar o lauto e saboroso lanche que ficava à nossa disposição na ampla mesa da sala. Dali saía a caminho de sua Cia. Força e Luz Cataguazes-Leopoldina para a faina diária. Na Força e Luz prestou relevantes serviços e foi brindada com 
inúmeras e merecidas homenagens ao encerrar a brilhante carreira. Seu legado maior foram seus três filhos, dos quais todos nós, daqueles áureos tempos, ainda nos orgulhamos de manter essa amizade mais que cinqüentenária.
      Naquele ano nos viramos e conseguimos a duras penas uma grana extra pra encomendar, no Rio de Janeiro, na famosa Casa Turuna, os sonhados tamborins de tarracha. Essa nossa chegada à modernidade era uma exigência do Caputo e os novos instrumentos eram o sucesso do momento, slogan do “Gezú e seu Conjunto Rox”  no qual eu e Paulo demos inúmeras canjas, eu no ritmo e ele brincando nas onze: piano, agogô, apito, surdo, tarol, tamborim, bongô,  o que pintasse ele traçava. E bem. Fizemos muitos bailes em toda a região de Ubá.
     Estávamos então em fase de tristes despedidas, deixando um último adeus aos velhos e desafinados tamborins de madeira que a cada volta na praça Guido passavam por uma trabalhosa sessão de esquentamento no couro via fogueira de jornal. Ato perigoso, mas necessário. Os surdos já não eram mais aqueles fabricados pelo Carmo (vem aí um outro causo, aguardem...) e sim com novo designer, de madeira naval, com uma enorme
e bela águia, símbolo da nossa Escola, estampada na parte alta do poderoso instrumento que marcava o samba mais ou menos quadrado do mestre René Manhães  -cujo passe foi secretamente comprado pela saudosa dona Branca Horta e doado para os “Reis do Ritmo”, Escola liderada por Raul, Rômulo, Eduardo, Marcinho e Guta. Éramos quatro surdistas (eu, Fernando Frossard, João Gordo e Mauro Condé) e nos repiniques ritmados dos tamborins atuavam os ases Paulo Frossard, Caputo, Lúcio, Jan, Jorge e Flávio Laranjeiro. Show pra ninguém botar defeito.
       Êta tempo bom, sô !!!
     As cartolas pretas, de papelão duro, pintadas de piche, trabalho totalmente artesanal, ficaram mais por conta das mãos hábeis do Fernando e do Paulo e a gente ali de lado só palpitando. Época de férias, ninguém arredava pé. Medidas da cabeça eram um obstáculo para a produção. Os componentes de fora, como o João Batista, trocavam informações via carta. Telefone? Só quando a Lizete autorizava. Telegrama? Caríssimo para o nosso apertado orçamento. Quando chegava uma carta, era aquele alvoroço, “essa é do Jão...” e vinham lá as medidas: circunferência da cabeça, 80 cm! Cintura, 180!...
      Mas e o pé de abacate? Estava lá, enorme, carregadinho de lindos abacates-manteiga, daqueles compridos, chamados de “peito-de-moça”, que habitavam as grimpas da majestosa árvore. Stella, agregada da família e dona do pedaço, dava as informações que nos deixava de água na boca: “ são carnudos, sem fio e pesam mais de um quilo e oitocentas gramas...”. E a gente imaginando em cortar um ao meio, tirar o caroço, tacar três colheres de açúcar cristal e mandar ver...
     “ Vamos pegar um?”
     “Cuidado com o Rex”, era a senha traduzida com ênfase pelo Fernando, o dono do cão extremamente bravo, preto como as asas da graúna e de uma altura descomunal. “É cachorro policial, treinado por mim só pra atacar!! Só come coração de boi!!! Não encara ele, não!”  Verdade, bastava uma rápida olhada, mesmo despistada, e o negão “ruummmm...”, arreganhava a enorme bocarra. Quem tinha juízo, é claro, obedecia.
       Lembrando de meu cão, o Fidel. Naqueles idos fui presenteado pelo Itamar Brandão, meu saudoso amigo Itamar Gambá, com um filhote de pastor alemão, da mesma linhagem do Rex. O nome de batismo era uma homenagem ao Comandante, Chefe da vitoriosa Revolução que havia assumido o poder em Cuba. Sigilosamente fui me aconselhar com Fernando. Minha intenção era ter um cachorro macho como o dele. “Dá coração de boi”! orientou com poucas palavras.
     Aí entendi a história do coração de boi como prato principal pra cachorro ficar bravo. Corri ao açougue do Zito Mól e levei a suculenta carne para o “Fidel” já de olho  na segurança do quintal lá de casa, que vinha recebendo visitas intrusas. No terceiro dia meu cachorrão nem olhava para a iguaria. Preferiu esnobar o prato e ficar manso. E assim permaneceu até ser roubado.
      Rex imperava absoluto no amplo quintal, preso numa longa corrente ‘é de aço duplo, reforçada, comprei do Sonego, na Casa Rocha”, contava orgulhoso seu dono. E só ele e Stella podiam se aproximar de bichão, sempre com o máximo cuidado, “sem mexer os braços e sem falar alto... é perigoso, eu não garanto ninguém que se meter com ele! ”
    E suculentas mangas, pêssegos, cocos e abacates se perdiam. Stella, não aproveitava toda oportunidade pra aprontar pra cima de algum incauto, ao abrir a porta da cozinha e fechar, deixando o pobre coitado, no alto da escada, encarando a bocarra do Rex.
    Mas chegou o dia em que nosso personagem simplesmente não deu o ar da graça. Sumiu. Desde cedo ninguém da família escutou seu habitual rosnado de bom dia. Stella já havia deixado o coração de boi na tigela e até aquela hora, nada do bichano. Desesperada, deu o alarme com aquela voz esganiçada: “Nandinho, o Rex sumiu...”
     Fernando larga as cartolas e sai correndo descendo os degraus num só pulo seguido por nós até o estratégico patamar. João Batista, chegou por último e, como sempre, posicionou-se com seus gordos cotovelos no melhor lugar. Queria assistir as próximas cenas de camarote.
     Preocupado, Fernando percorreu a longa corrente “venha cá Rex, tem um coraçãozinho procê aqui”. Nenhum sinal de vida. No patamar, a apreensão crescia. “Como pode um cachorro treinado sumir assim? Será que roubaram ele, que nem o Fidel do Rona?”, indagou Lúcio Collares com uma baqueta e um pedaço de lixa  na mão. “Olha ele lá”, avisou Jan, apontando o dedo, sem muita esperança.
    Vizinhança chegando querendo notícias do famoso animal e logo adentra a casa, com natural intimidade, um dos meninos da Felícia, o ainda Affonso Ivo, mais tarde -Chula, dando a boa nova sobre uma desaparecida cueca-noturna: “tem um cuecão samba-canção do Jão pendurada lá no fio da rua...” anunciou aos quatro ventos. “E tá pingando...”, reforçou. “Cala essa boca, minino, como cê sabe que aquela cueca é minha?”, indagou João sem se dar ao luxo de encarar o acusador. “Daquele tamanhão só pode ser sua, né não?”
      Acompanhando com os olhos o vai-e-vem do desesperado Fernando, todos fizemos em uníssono, como que ensaiados, aquele “Oooohhhh!!!” de perplexidade: Rex estava deitado ao lado do tronco do abacateiro, em posição  de decúbito semidorsal e  com a enorme língua de fora, como a pedir água. Stella, viva como ela só, logo captou   a mensagem e voltou correndo com um balde cheio. Rex tentava sorver aquele líquido fresco e a língua não respondia às ordens enviadas pelo seu prodigioso cérebro. ”shuiiiippp...” tentava sorver um pouco de água e nada, coitado! Daquela linguona pendia uma longa e espessa gosma que escorria pelo canto da boca. E sua respiração, a cada minuto ficava mais ofegante, como à procura de ar. Stella tentou, com um pano, limpar a sopa gosmenta e  “rurrrmmm...”, levou um arranhão.
     “Chama o doutor Felito”, bradou, no auge do desespero, Fernando.
     “Correndo, pelamor de Deus, o Rex tá morrendo!”
     E nós, agora sem medo da fera que jazia semi-inerte, nos acotovelamos no estreito patamar, com o João Batista, como sempre, ocupando a parte mais generosa do espaço, dificultando nossa visão daquela fita que, secretamente, torcíamos pelo final mais feliz, pelo menos para nós: Rex batendo às portas do céu e sendo acolhido por São Pedro.
      “Chama o doutor Filito”, repetiu Fernando. “Agora!”
      Bom, aí cabe uma explicação. O doutor Felito, no caso, era o nosso querido “Sô Filito”, veterinário de mãos cheias, que havia criado uma recente tecnologia para diagnosticar entupimento de tripas de vacas. Era pai de nossas amigas Fernanda e Amália. E ele, do alto de sua bondade, veio acudir de pronto.
    “Cuidado doutor Filito, ele é bravo!”, avisou Fernando, apertando o focinho do bicho com as duas mãos (“se ele morder só solta se eu mandar...”) e segurou com tamanha disposição que a baba passou a ser expelida mais intensamente.
     Filito, calmo como sempre, para em frente, examina cuidadosamente a cena. Apalpa daqui, apalpa dali e Rex, com aquele olhar de terror sabendo, intimamente – inteligente e ensinado que era – que estava nos últimos estertores de sua vida que nos causava medo e terror.
    Das escadarias alguns corajosos desceram os primeiros degraus da estreita escada. “Tá morto mesmo?” perguntou Carlos Wellington, já pronto pra correr escada acima com seus enormes pés de lancha. E nós, solidários, vendo Fernando se despedindo de seu melhor amigo, chorando e pensando em ficar de luto “até depois do carnaval”, sem desfilar na “Águias Noturnas”. Depois do enterro –Rex foi recolhido na carrocinha do Gumercindo do Correio, que fazia hora extra com sua égua, também ensinada, de nome Violeta, muito famosa na época. Um longo papo com Fernando e a promessa de um novo filhote trouxe nosso amigo de volta à realidade carnavalesca.
      Sô Filito examina mais cuidadosamente, e vê no alto da testa da fera uma pasta esverdeada, começando a escurecer. “Sua cabeça inchou...está muito maior que o normal, mesmo pra essa raça...”.
      Olhou pra cima e, vendo um menino gordinho mais destacado à frente, com os braços comodamente apoiados, ordenou: “Jão Batista, traz a fita métrica!”. João nem se moveu, apenas terceirizou a tarefa, como era de feitio quando pensavam em tirá-lo de sua comodidade. “Braizinho, corre lá, anda, busca a fita, rápido”
       Segundos após, Braz Eloi grita lá do quarto: “Ondéquielatá?”. (Neste quarto, ocupado por Paulo e Fernando, muitas cheirosas histórias aconteceram...) “Onde?”, repetiu.
     Tempo passando, Filito repete a ordem e alguém dá uma sugestão, medindo de longe a enorme cabeça do Rex, que só inchava: “Traz a cartola do Jão!” Em segundos o artefato estava nas mãos de sô Filito, nas quais Fernando depositava suas últimas esperanças... “Tanto tempo treinando o Rex...tanta dedicação...tanto coração de boi...e agora sua vida se esvai entre meus dedos...”
      Rapidamente Sô Filito tenta envolver a cabeçorra de Rex e a enorme  cartola não entra. “Qual é a circunferência desta cartola?” indagou. “Acho que uns oitenta centímetros”, informa João, já esfregando as mãos gordas pensando em circular livremente pelo quintal e se refestelar numa reforçada rede.
      Filito faz mais umas tentativas pra trazer Rex de volta ao mundo dos vivos. Todas, infelizmente, vãs. Olha para o lado e pronto! matou a charada: “é macuco no embornal”, conversou com seus botões. Ao lado do peludo cachorro  vê um enorme abacate, no chão, todo esborrachado, semente à mostra, partida em vários pedaços. Rex jazia inerte. Fernando solta o focinho e assiste aos últimos espasmos de Rex, que duraram a eternidade de um suspiro da Padaria Mazzonni.
    “Morreu de quê?” perguntou Fernando num fiapo de voz, com muita tristeza.
    E  Filito, dando por encerrada sua tarefa, anunciou a causa mortis:
    “De abacate...”
  ___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


sexta-feira, 3 de julho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1388 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO


MISS UBÁ

Stefhanie Zanelli Marques é a linda ubaense que representará nossa cidade no Concurso de Miss Minas Gerais/2015.
Ela já está selecionada entre as finalistas que disputarão o título no dia 15 de julho.     
Stefhanie, tem 25 anos é formada em Direito e já conquistou vários títulos de beleza: Miss Tabajara, Miss Polo Moveleiro, Garota sanatório Geral e Garota Exapic.
É filha do casal de advogados dr. Marcelo Seno Marques e dra. Simoni da Costa Zanelli Marques. 
Estamos na torcida.



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA

ESPORTE - CORRIDA  
A Prefeitura de Ubá, através da Divisão de Esportes da Secretaria Municipal da Educação, realizará no dia 5 de julho próximo a 7ª Corrida Rústica Cidade Carinho.
Com largada às 8h na Praça São Januário e trajeto de 5km, a corrida será disputada nas categorias atleta ubaense (masculino e feminino) e por faixa etária.

Fonte:  Prefeitura de Ubá



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS


AMIGAS
Soninha Aroeira Barbosa e Silvane Larocca Vieira
                           ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
TEATRO

Com platéia repleta, foi um sucesso a apresentação da peça "Sou Feia, mas Tô na Moda", no Ubá Tênis Clube, em benefício do Asilo São Vicente de Paula.

Parabéns as voluntárias da entidade pela organização.
___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


quinta-feira, 2 de julho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1387 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO

ANIVERSÁRIO DE UBÁ
SHOWS PARA COMEMORAR OS 158 ANOS DE UBÁ

A Cidade vai completar 158 anos e a festa começa no dia 02 de Julho, no Horto Florestal.
Muita atrações... 
Entrada Franca



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA


BOM EXEMPLO
O Prefeito de Ubá, Vadinho Baião, assinou na última sexta-feira, dia 26 de junho, o Decreto n° 5.706 onde determina a adoção de medidas emergenciais, visando a contenção de gastos públicos para preservar o equilíbrio das contas do município.
O Decreto que vigorará até 31 de dezembro de 2015 e entre outros cortes reduz o salário do prefeito para os mesmos valores de janeiro de 2012. 
Esta é a terceira vez que o prefeito reduz o seu próprio salário, e que num período de 7 anos, gerará uma economia de aproximadamente R$600 mil aos cofres do município. Além disso, o prefeito também reduziu o valor de sua diária em 30%, para as viagens de trabalho para Belo Horizonte e Brasília.



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS


O CANTOR ISRAEL NOVAES
                                 "Sucessos como “Vai Entender”, “Ô Sofrência”, “Vó Tô Estourado”, e seu novo hit de trabalho “Selfie” irão agitar todos que comparecerem."
                             ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
VENDAS DE CAMAROTE

___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


quarta-feira, 1 de julho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1386 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO

         JUTACY MOTA
Aconteceu no Espaço Villagio a comemoração dos 80 anos de Jutacy Mota, esposa do saudoso Aloísio Mota.
A festa, na noite de 27 de junho, contou com a presença de amigos e familiares e o que não faltou foi requinte e bom gosto na ornamentação e na decoração do Espaço. 
Um buffet requintadíssimo encantou a todos.
Um aniversário que fez juz à aniversariante, que estava radiante recebendo seus convidados.

Colaboração: Miúcha T. Girardi



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA



NOVAS ESCOLAS EM UBÁ


A Prefeitura de Ubá, através da Secretaria Municipal da Educação, promoveu a inauguração de 3 novas Escolas Municipais de Educação Infantil.
Escola Municipal Professora Maria de Loreto Camiloto Rocha (Bairro Pires da Luz),  E.M. Professora Dulcinéa Serrato(Vila Casal), E.M. Professora Nair de Araújo (Palmeiras).
As cerimônias aconteceram nos dias 26,29 e  30 de junho, às 16h30 hs
A ação faz parte das comemorações de aniversário de 158 anos de Ubá, Cidade Carinho.

Fonte: Assessoria de Comunicação da P.M.U



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS


 IRMÃS

As lindas filhas do José Geraldo Teixeira                                                                  ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
ARREDORES - LEOPOLDINA
2º CONCURSO LITERÁRIO


Encerram-se no próximo dia 3 de julho, sexta-feira, as inscrições para o II Concurso Literário da ALLA.
Além d​o prêmio para os primeiros colocados em cada categoria, a Escola com o maior número de alunos participantes será homenageada na cerimônia de premiação que acontecerá no dia 21 de agosto de 2015, às 19:30, no Museu Espaço dos Anjos.
As​ escolas poderão inscrever até dez poesias de alunos do Ensino Fundamental I; dez poesias, dez contos e dez cartuns de alunos do Ensino Fundamental II; e, dez poesias, dez crônicas e dez cartuns dos estudantes do Ensino Médio. 
Estudantes do Curso Superior e o público em geral poderão se inscrever com uma obra em cada uma das quatro categorias. 

Cada obra deverá ser entregue em 3 vias, em envelope lacrado, até dia 03 de julho de 2015, na Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho (Rua José Peres, 4 – Centro – Leopoldina/MG), no horário de 8:00 às 16:00.

O tema para o concurso deste ano é Patrimônio e Memória Leopoldinenses
Pedimos o obséquio de divulgar entre seus amigos e redes sociais.​

Atenciosas Saudações,
​Nilza Cantoni​
Academia Leopoldinense de Letras e Artes
www.academialeopoldinense.net
___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


terça-feira, 30 de junho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1385 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO

VAMOS ENCONTRAR EM UBÁ 
Vários  ubaenses se reuniram no Braúnas no último 25 de junho para uma prévia ao Encontro de Ubaenses que se fará no dia 05 de setembro. 
A ideia de se confraternizarem foi um "esquenta" para a festa que está prometendo muitos ubaenses ausentes junto aos presentes fazerem um carinho em Ubá, retornando à terra para um grande encontro. 
Repassem para seus contatos e vamos reviver os bons tempos de nossa juventude.
Todos os ubaenses estão convidados!
O evento de 05 de setembro será no Tabajara Esporte Clube, a partir de 13 horas.



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA
  


FACULDADE GOV.OZANAN COELHO- FAGOC
Neste final de semana,sábado, dia 27-6, os alunos do quinto período de Educação Física da Fagoc realizaram a " Manhã Inclusiva", com atividades recreativas voltadas para crianças com necessidades especiais.
O evento aconteceu na Praça São Januário e a professora responsável foi Elizângela Fernandes.
Parabéns pela iniciativa, que venham outras...

Fonte: Revista Fato



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS



    BELEZA HEREDITÁRIA                                               
Esta linda jovem, Beatriz Marcomini Arantes, é neta da ubaense Heliane Damiano Collares
                                ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
BAR DO MOREIRA*

*Desconheço o autor(deve ser gente boa) o conteúdo do texto está perfeito.
Comidinha Mineira de Verdade

Pela característica da foto, alguns dos amigos daqui poderão pensar que este 'post' é um merchandising, propaganda, matéria paga, média ou sei lá o quê com o "Bar do Moreira", Mas não é! É uma homenagem mesmo e eu vou explicar o por quê.
Numa das minhas primeira visitas a Ubá, antes de decidir vir para cá pra ficar, estava eu na loja de fábrica dos "Móveis Parma" e como já era próximo do horário do almoço, perguntei pra vendedora aonde eu poderia comer uma comida mineira de verdade. Ela então indicou o "Moreirinha", da Praça do Ginásio.
Quando cheguei lá, confesso que achei a estrutura um pouco diferente daquela que eu estava esperando, mas nada muito diferente dos botequins tradicionais que a gente encontra no Rio de Janeiro, e que oferecem um cardápio de delícias no almoço que restaurante 5 estrelas nenhum consegue igualar.
É por isto que hoje existe o festival "Comida de Boteco", um sucesso gastronômico que já rola pelo Brasil inteiro, e que eu inclusive já tive a oportunidade de participar uma vez, como jurado convidado, experimentando as maiores delícias dos botequins da zone norte do Rio. E numa mordomia danada, com mesa reservada em área nobre do bar e cerveja gelada "no ponto!".
Quando eu entrei no Bar do Moreira e fui lá pro fundo, pra me sentar numa das mesas, veio na minha direção uma mocinha educada, que com um "minerês" impecável me perguntou: "Almoço completo ou PF?" Como eu não entendi muito bem o "PF", e já estava esfomeado, principalmente por causa do aroma que vinha da cozinha, pedi o completo.
Aí ela começou a desfilar o cardápio: "O moço vai querer "feijãozim, arrozim e anguzim?...", perguntou... Ôpa, quero sim, respondi rápido! "Ovim ou um omeletim?...", mandou de novo... "Omeletim...", respondi, já entrando na onda do dialeto. "Côvinha ou almeirão?..." "Côvinha". "Carninha de boi ou de porco?..." Não como carne, capricha então no "omeletim", pra compensar... E por último, ela perguntou: "quer um macarrãozim?..." Manda ver tudo, eu respondi, já com a barriga roncando, e aí me encostei na cadeira e fiquei esperando...
Quando veio a bandeja com aquele monte de pratos, o olho cresceu! Aí eu caí dentro e comi aquilo tudo. Foi uma “marravilha!” Era pratinho pra lá, pratinho pra cá. Corta aqui, corta ali... Foi desse jeitim... Comidinha mineira de verdade!
Saí de lá pesado, me arrastando, doido pra chegar no hotel e desabar na cama. Mas satisfeito, muito satisfeito!
E o ambiente é muito legal, coisa de botequim mesmo, tipo aqueles das ruas “de dentro” de Ipanema. Todo mundo conversando largado, copo de cerveja subindo e descendo, gente entrando, gente saindo, se esbarrando...
Entenderam porque não é merchandising? É homenagem mesmo, porque essa comida do “Moreirinha” é um negócio de doido. Um show!...
E Viva o "Bar do Moreira"...
(*) O "Bar do Moreira" fica na Rua Coronel Bernardino Carneiro, 459 - Praça Getúlio Vargas - Telefone: (32) 3531-2501
________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


segunda-feira, 29 de junho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1384 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO


FEIJOADA DA APAE
Colaboração: Jornalista Levindo Barros
                            
O ex-presidente Norton Reis, o atual presidente Sandro Cataldo Mota, Fred Marques 

A APAE de Ubá realizou, com sucesso, sua tradicional Feijoada Beneficente - ano 2015.
Um público estimado em cerca de 1700 pessoas prestigiou o tradicional Evento Beneficente, realizado no último domingo (dia 21 de junho), no Pavilhão de 
Eventos do Horto Florestal de Ubá.
A direção da APAE, presidida pelo dinâmico Sandro Cataldo Mota, agradece á toda a comunidade que apoia e prestigia esta ação social.




Elza Marcato


EM DIA COM A NOTÍCIA

MAIS FEIJOADA
          O show de forró da Banda Dennis & Cristiano animou a tarde musical
A tradicional Feijoada da APAE,além de captar recursos financeiros para a entidade, é uma oportunidade para a aproximação da Família Apaeana Ubaense com a comunidade de Ubá e região.
Durante vários meses os funcionários e voluntários trabalharam no planejamento e montagem do evento.
Os músicos ubaenses Danny Laureano e Léo Montalvani(violão e voz); Banda Trinity; Sambasô; Dennis & Cristiano e banda, também voluntários, animaram a tarde sócio-cultural. 



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS


            CLUBE DAS MÃES
                                       
                    Gisela Haikal Baião coordenadora do Clube das Mães
Foram expostos e vendidos trabalhos feitos pelo Clube das Mães e pelos alunos das oficinas de preparação para o trabalho da APAE RURAL   
                            ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
FOTOS FEIJOADA DA APAE
                                                                      Diretora Social Cléa O. Fernandes e ex- presidente Norton Reis
                                             Wilton Balbi, Fernando Reis, Luciano Piva
Valdênia Rufato Gomes, Rose e Mônica Duarte
                   Dulce, Padu, Evandro, Celso, Beth Barros, Solange Martins
___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________


sábado, 27 de junho de 2015

"UBÁ NOTÍCIAS" POSTAGEM Nº1383 - ANO 5

         
                         



Lígia Aroeira Ferreira


FIQUE POR DENTRO

MAIS UM PRÊMIO
                             Olympio Coutinho
Nosso conterrâneo Olympio Coutinho acaba de vencer mais um concurso nacional/internacional de trovas, desta vez em Maranguape.
Parabéns ao ubaense.

XI CONCURSO DE TROVAS/2015
UBT-MARANGUAPE/CE
 
Âmbito: Nacional/internacional

TEMA: Razão (L/F)
VENCEDORE:
1º. Lugar:
Mantenha sempre a verdade
em qualquer ocasião;
quem cultiva a honestidade
colhe os frutos da razão.
Olympio da Cruz Simões Coutinho
Belo Horizonte/MG

Olympio lançou recentemente o livro "Um punhado de trovas e outros escritos" e está oferecendo-o por R$ 25,00. 
Quem se interessar deve enviar uma mensagem via facebook ou pelo email: olympio.coutinho@hotmail.com indicando endereço para a remessa do livro pelos correios, com despesas de porte já inclusas. 
O livro será encaminhado imediatamente e, ao recebê-lo, faça o depósito identificado dos R$ 25,00 no Bradesco, em nome de Olympio da Cruz Simões Coutinho, agência 1246-7, conta 5186-1



Elza Marcato



EM DIA COM A NOTÍCIA

AÇÃO BENEFICENTE
Os Voluntários do Hospital São Vicente de Paulo estão realizando mais uma ação em benefício à entidade. 
Desta vez uma super comédia teatral, no Ubá Tênis Clube, às 20h, dia 28 de junho. 
Não percam!
Valor: R$ 15,00



Márcia Aroeira Barbosa



FOTOS E FATOS

          MARCELA MOTA
                                                  
                                             A linda Marcela é filha da Nilva Mota
                              ESPAÇO ABERTO
É como um sonho encantado
que não termina jamais:
Ubá meu berço incrustado
dentro de Minas Gerais.
                                       Olympio Coutinho
__________________________________________________________________________
Este blog é para integração dos ubaenses. Mande suas notícias, fotos, mensagens...
Email: ubanoticias@gmail.com
___________________________________________________________________ 
 HOJE NA CÂMARA MUNICIPAL
Um dos maiores palestrantes do Brasil, Prof Antônio José Barbosa (Prof de história da UNB e consultor do senado), falará sobre "A História do Parlamento Brasileiro". 
Aproveitem esta oportunidade!  
Foto de Maria Cláudia Mello.
___________________________________________________________________
Como proceder para postar mensagem nos "Comentários" desta página:
-Clicar em "nenhum comentário"
-Clicar em "digite" (escreva na janela aberta)
-Clicar logo abaixo em "comentar como" (aparece várias opções - clicar em "nome/URL")
-Aparece espaço para colocar o nome da pessoa que fez o comentário
___________________________________________________________________